Amigos:

27 de ago de 2013

O Transtorno de Personalidade Borderline nos filmes




Algumas das performances mais fortes são frequentemente dadas por atores que precisam retratar um personagem que está lidando com um vício ou com um transtorno de saúde mental. Através dos anos, um bom número de filmes incluíram personagens com o Transtorno de Personalidade Borderline. Eles podem não terem sidos diagnosticados oficialmente no filme, mas seu comportamento certamente demonstra muitos dos sintomas do TPB.

Aqui estão alguns dos filmes mais notáveis mostrando personagens com o Transtorno de Personalidade Borderline 


Atração Fatal (1987)


Em "Atração Fatal", a personagem femme fatale interpretada por Glenn Close mostra a instabilidade emocional e o medo do abandono que são sintomáticos de uma pessoa com Transtorno de Personalidade Borderline. Sua personagem também apresenta os sintomas TPB de auto-mutilação, intensa raiva e manipulação a medida que ela persegue seu ex-amante e sua família.

Mulher Solteira Procura (1992)

O personagem de Jennifer Jason Leigh em "Mulher Solteira Procura" apresenta sintomas do transtorno de personalidade borderline como medo do abandono, impulsividade e transferência, como quando ela tenta assumir a persona e a vida de sua colega de quarto (Bridget Fonda).


Garota Interrompida (1999)

"Garota Interrompida" é baseado no livro de memórias de Susanna Kaysen, que lutou para superar o Transtorno de Personalidade Borderline quando adolescente e jovem adulta. O filme, estrelado por Winona Ryder e Angelina Jolie, gira em torno de 18 meses da estada de Kaysen em um hospital psiquiátrico.

As Horas (2002)

Todas as três personagens principais em "As Horas", que incluem a autora Virginia Woolf, lutam contra o transtorno de personalidade borderline, depressão e suicídio. O filme, que liga as mulheres de diferentes gerações ao livro de Woolf  "Mrs. Dalloway" , é estrelado por Nicole Kidman, Meryl Streep e Julianne Moore.

Monster - Desejo Assassino (2003)

Charlize Theron se transforma para o papel da serial killer Aileen Wuornos em "Monster". Wuornos foi diagnosticada com Transtorno de Personalidade Borderline, o que pode ter contribuído para os comportamentos instáveis ​​e a raiva que levaram-na a assassinar  pelo menos seis homens.

Minha Super Ex-Namorada (2006)

Um dos poucos filmes de comédia que apresenta um personagem com Transtorno da Personalidade Borderline é "Minha Super Ex-Namorada." Neste filme, Uma Thurman interpreta uma mulher com superpoderes e uma identidade secreta, que também exibe os sintomas do TPB de impulsividade, relacionamentos interpessoais instáveis e auto-imagem pobre.

Margot e o Casamento (2007)

Duas atrizes com experiência em filmes retratando oTranstorno da Personalidade Borderline - Jennifer Jason Leigh e Nicole Kidman - se juntam em"Margot e o Casamento". A personagem de Kidman, que é a irmã de Leigh, é dita ser diagnosticada com TPB e apresenta os sintomas de impulsividade e falta de limites.

Personagens com TPB:

Poucos filmes de Hollywood têm retratado as complexidades das pessoas que sofrem com o Transtorno de Personalidade Borderline. Como a lista acima mostra, muitos deles incorporam o distúrbio em personagens de mulheres que são vingativas e assassinas. Outros filmes que seguem esta linha incluem "A Mão que Balança o Berço" (1992), "Paixão sem Limite" (1993), e "O Preço da Traição" (2009).

Em vez de continuar com estes papéis sombrios e dramáticos, que tipo de personagem com Transtorno de Personalidade Borderline você gostaria de ver na indústria do cinema?

36 comentários:

  1. Curti bastante. Gosto muito do seu blog e da forma sem rodeios que trata o tema. :)

    Tenho um blog com algumas colegas, o Papo de Psicólogo. Veja se é interessante trocarmos contatos (www.papodepsicologo.blogspot.com.br).

    Abraços,
    Jessye

    ResponderExcluir
  2. Adorei o blog e as sugestões de filmes. Alguns já vi outros com certeza verei. Abraço.
    Ana.

    ResponderExcluir
  3. Acho que a representaçao mais fiel do transtorno no cinema é no filme Gia, fama e destruição, representado pela Angelina Jolie. Vale muito a pena ver. Eu me vi no filme e chorei horrores em ver como alguem sente algumas coisas exatamente como eu. É baseado numa história real ainda por cima. Algumas frases do filme: I know, I know. Life is so disappointing. Here you are. This is your moment. What do you have? You have pain. You have everything. What do you have? You have nothing. Everything is right, or everything is wrong. It's disappointing, it's confusing. This is life. What can we do? / People keep going away from me, that hurts./ She was like a puppy. She was like... love me, love me, love me, love me... / "I need you I need you now! When I need you I need you now!"/ "You scare the shit out of people, then they don't see how scared you are."/ Where the fuck everybody goes when they have to go?

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de compartilhar o filme ao qual assisti por esses dias a respeito do transtorno de personalidade bordeline. segue a sinopse:
    A história de Kiki é mostrada em diferentes fases de sua vida. Com a mãe internada, ela é criada pela avó, que não se preocupa com ela. Seu refúgio é a escola. Sua vida antes dos 30 está bem longe de ser um conto de fadas. Ela se envolve com diversos homens, um após o outro. Sexo e álcool são suas únicas saídas e sua rotina. Mas aos 30 anos, Kiki enfrenta o maior de todos os desafios: aprender a amar a si mesma. Adaptação dos romances Borderline e La Brèche, da canadense Marie-Sissi Labrèche

    http://altasensibilidade.forumeiros.com/t62-filme-borderline-alem-dos-limites-kiki

    também encontras-se o filme completo no youtube:
    http://www.youtube.com/watch?v=qU32NrLcjBs

    beijos a todos os bordes, grandes Vencedores assim como eu ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que usa o pseudônimo da escritora? Tenho um filho Borderline e procuro meios de ajudá-lo. Vou assistir os filmes e recomendá-los a ele. Gostaria que entrasse em contato comigo (francisco.duarte@mccomunicacao.com.br). Boa sorte, abs. Francisco

      Excluir
    2. Tenho uma filha Borderline. Podemos conversar?
      Minha filha tem 38 anos, é mãe mas perdeu a guarda da filha, justamente pelo distúrbio.
      Meu email edileiraoliveuza@hotmail.com

      Excluir
    3. Oi o nome do filme é Kiki? Sou um dordlaine. .

      Excluir
  5. 7 dias com marylin também mostra o border, recomendo.

    ResponderExcluir
  6. Outro filme que demonstra bastante como é o TPB é Prozac Nation ( Geração Prozac). Muito bom, recomendo!

    ResponderExcluir
  7. Nossa, Susana, MUITO obrigada por postar o link do filme! Tava difícil de encontrar... E com o título "B" no youtube, tornou-se impossível de pesquisar e garimpar. (:

    ResponderExcluir
  8. Gente não esqueçam de Anakin Skywalker (Darth Vader) da serie Star Wars! Seu personagem é tão aprofundado na sintomática da doença que ate algumas universidades norte americanas o utilizam para estudos de caso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que a força esteja com você.

      Excluir
  9. Outra dica: Um Estranho No Ninho. Acredito que o personagem principal é border. Emocionante! Vale a pena assistir!

    ResponderExcluir
  10. Eu sou borderline e sinto na pele o que é isto. E o pior é que as pessoas não entendem nossos motivos.

    ResponderExcluir
  11. Hoje li pela primeira vez sobre tpb e confesso estar muito surpresa com os sintomas, tenho percebido como isso era ruim, mas nao imaginava que poderia ser uma doença grave, e dificil de aceitar, pq vc nunca quer acreditar que era manipuladora a ponto de fazer coisas horriveis so por nao sentir o medo do abandono, e inconscientemente alimentar o ego de forma desprezivel, vendo o quanto seu id e aguçado.

    ResponderExcluir
  12. gente, desde mt tempo tenho os sintomas da borderline. não sabia sobre a doença achava só q era meu jeito. mas vim saber e me indentifico mt com, e queria falar com alguem que tb seja, saber como lidão com isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi eu tambem tenho esse disturbio fala comigo que passo meu numero beijos

      Excluir
  13. Pessoal, tirem uma dúvida: o personagem Kelvin do filme "Precisamos falar sobre o Kelvin" é borderline ou sociopata? Vários sites não especializados o definem como sociopata/psicopata, mas percebo tantas características do TBP.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é claramente psicopata, não há remorso, nem afeto, a ligação que ele tem com a mãe é claramente de tortura psicológica, justamente por ela perceber quem ele é desde pequeno.

      Excluir
    2. assisti ao filme ontem, que coincidência...mas acho que ele é sociopata ou psicopata pq não tem muitos sentimentos como nós borderline temos

      Excluir
    3. Esse personagem (de longe) não é border. Só uma característica é suficiente para dissociar uma coisa da outra: total ausência de sentimento de culpa ou remorso. O que é bastante comum em pessoas com TPB. O sociopata manipula, acha certo e ainda se sente superior por ser capaz de fazer isso tão bem. O border pode até manipular e ter comportamentos violentos, mas a consciência de suas ações existe, o que contribui para o sentimento de desvalor e auto-imagem pobre.

      Excluir
    4. é um filme sobre perversao, kevin não é capaz de sentir como as outras pessoas e a mãe não sabe lidar desde pequeno o que intensifica o transtorno sociopata. a minoria dos psicopatas cometem crimes justamente pelo contexto que viveram, conheço sociopatas que vivem na nossa sociedade "normalmente" por terem aprendido a mimetizar os sentimentos e transformar isso num jogo mas nunca mataram ou feriram ninguém

      Excluir
  14. ola gente. descobri que sou uma border há 6 anos, e hoje aos 26 anos ainda luto muito contra a doença, ou melhor contra este jeito de ser. Para mim por ser uma doença que não tem cura, prefiro acetar mais como um jeito de ser, do que como uma psicopatologia (apesar de ser uma patologia muito séria). Como ja não estava conseguindo lidar com a situação, resolvi entrar na faculdade de psicologia, que esta me ajudando muito a lidar e entender melhor o mundo borderline. vou fazer minha monografia sobre o TPB, por isso estou querendo manter contato com algumas pessoas que também estudam sobre e também possuem TPB.

    ResponderExcluir
  15. Olá... Interesso-me por TPB. Gostaria de ser informado quando abordares novamente este tema. Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  16. Gente, não precisa ir tão longe. Anakin Skywalker/Darth Vader também tem.

    ResponderExcluir
  17. Sou border, acho que temos uma inteligência acima da média... ao invés perpetuarem essa imagem "dark", poderiam até retratar sintomaa, mas deveriam focar bem mais em nosso intelecto.

    ResponderExcluir
  18. Vejam "Jovens adultos" e "Bem vindos ao meu mundo". Dois filmes excelentes sobre TPB.

    ResponderExcluir
  19. Meu filho foi diagnosticado com tbp,confesso que não foi fácil,mas desde de então tenho procurado me informar sobre o assunto,um livro que estou lendo e que está me ajudando muito é corações descontrolados, Ana Beatriz Barbosa, a autora. Desde de que comecei ler o livro tenho entidade melhor essa doença, e o mais importante, tenho conseguido ajudar meu filho.

    ResponderExcluir
  20. Gia - fama e destruicao, Borderline - alem dos limites, Geração Prozac.. Esses n podem faltar na lista

    ResponderExcluir
  21. Não tenho certeza ainda, mas acho que serei diagnosticada com tpb pelas perguntas da minha psicóloga. Mas enfim curti demais esse blog e acho que encontrarei muita ajuda sendo nova nisso, aqui ��

    ResponderExcluir
  22. eu nunca imaginei essas personagens com border...
    no caso da Aillen, a verdadeira, foi mais uma auto defesa, e depois ela acabou se descontrolando.. se é q um dia matou por matar...

    se fosse pra retratar um border, de verdade... teria q ser uma personagem em profundo conflito e sofrimento diario... uma vida de arrependimentos e desesperança, por nao se entender.

    seres que amam muito o proximo, e querem se doar.. mas foram esfaqueados pelas costas sempre....

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo. Mas se você for um desocupado e quiser esculhambar, por favor faça um favor a si mesmo e poupe seu tempo e o meu, ok?

Moderei os comentários, então o que você escreveu vai ser lido por mim antes de aparecer.