Amigos:

9 de mar de 2013

Adolescência eterna




Sobre o Transtorno de Personalidade Borderline: 
"Diz a psicóloga Jonia Lacerda, do Ambulatório de Família do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo: "É como se eles vivessem uma adolescência vinte anos mais longa do que as pessoas sem o transtorno". Vinte anos não é força de expressão. Por motivos ainda insondáveis, a partir dos 41 anos, boa parte dos pacientes tem atenuado não só esse como os demais sintomas que definem a sua condição. O problema, claro, é chegar até lá razoavelmente inteiro."

(Fonte: VEJA)

Então, a adolescente de 33 anos aqui esperou a mãe sair, foi escondido para o mercado, comprou uma garrafa de vinho e pretende tomá-la assim que gelar um pouco. Eu sei, estou repetitiva. Mas não aguento ficar lúcida. 

Final de semana é muito duro pra mim. Era o tempo em que eu passava com meu ex. Apesar da minha lógica tentar me lembrar que a maioria destes finais de semana foram fazendo o que ELE queria. Que era sempre assim, chegava sexta e ele me comunicava que queria sair com fulano, ensaiar, beber com sicrano, visitar beltrano ou simplesmente ficar em casa. Eu simplesmente acompanhava estas decisões. Poucas as vezes em que ele fez algo que eu queria. 
É, a lógica seria pensar assim. Mas eu teimo em lembrar somente de quando era bom. E dói agora estar sozinha. 

Então, vou me jogar nos braços de Dionísio e perder a lucidez, para não pensar.

3 comentários:

  1. Olá!
    Naty
    tá...quem sabe o "Dionísio" ao te pegar nos braços,não faça o que eu faria: te impediria!
    Mudando de assunto, Nossa, tem cada filme que eu baixei.Com essa chuva, vou assistir todos e acabar com meu estoque de pipoca.
    Meu carinho
    Bom domingo
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. passei lá no gatos e bugalhos,pareceu ser um belo de um blog.Porque parou?Não precisa responder,só uma dúvida minha...
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. faz todo o sentido. ninguém suporta um dor intensa, isto incomoda as outras pessoas pq elas não conhecem seu lado sombrio e não sabem conviver, melhor se distrair vivendo no piloto automatico. não estou defendendo a doença, ao contrário, ela me causa muitas perdas e danos, mas tenho que suportar , os outros não. vou ler mais do teu blog pra te entender melhor. bjs

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo. Mas se você for um desocupado e quiser esculhambar, por favor faça um favor a si mesmo e poupe seu tempo e o meu, ok?

Moderei os comentários, então o que você escreveu vai ser lido por mim antes de aparecer.