Amigos:

11 de mar de 2013

Gatos e Bugalhos



Meu amigo do blog (IN)FELIZ me perguntou porque eu não postava mais no meu outro blog, o "Gatos e Bugalhos".

Bem, o blog já estava parado fazia um tempo, mas ele pertence a uma parte da minha vida que também perdi depois de minha crise. Eu era o que chamam de protetora. O que é isso? Pessoas que, em grupo ou isoladamente, ajudam os animais de rua. Resgatam animais em situação de risco, arranjam lares temporários, arrecadam dinheiro para o tratamento...

Na verdade sempre resgatei mais gatos. Hoje tenho 7, dois na casa de minha mãe e 5 na minha casa, todos resgatados do abandono. Tenho uma que não move as patas traseiras, outra cega de um olho... fora o sem número que resgatei e achei um lar e alguns que não resistiram. antes de minha crise eu estava arrecadando dinheiro para a construção de um GATIL e também para o tratamento da Amy (na foto), a minha gatinha que só anda com as patas da frente.

Aí veio a crise e eu caí... Perdi a esperança, achava que ia me mudar para outro estado, bebia e tomava remédios o dia inteiro, perdi a chance de emprego que tinha, fechei meu perfil no Facebook para não ver coisas do meu ex-namorado, porém perdi o contato com toda a rede de protetores que se ajudam e usam o Facebook como ferramenta. Larguei a construção do GATIL, não comecei o tratamento da Amy, joguei tudo pro alto, se eu não dava conta de mim, como poderia dar conta de qualquer outra coisa??

Então hoje estou voltando do posto (comprar cigarros) com o cachorro da minha mãe  (também de rua) e vejo um gato, com um ferimento na barriga, magrinho... Fui pra casa e voltei com ração pra ele, pobrezinho, fora o machucado, tem um inchaço do lado interno de uma das patas traseiras e está com rinotraqueíte, que é uma espécie de gripe de gatos. E eu agora não páro de me culpar, porque eu não posso fazer muito por ele... Sem emprego, tendo que depender dos meus pais aos 33 anos, com meus 5 gatos para alimentar, sem estrutura psicológica... Senti falta da minha vida antiga, onde eu pegaria o telefone e pediria ajuda, então levaria o gato para um veterinário que é parceiro da causa e poderia ajudar mais este anjinho... Mas eu não posso. Estou devendo ao veterinário, não tenho mais a quem recorrer... 

Parece que eu vivo um pesadelo eterno, onde tudo que eu julgava certo na minha vida me foi arrancado. Eu queria muito ficar indiferente ao sofrimento destes animais, mas eu não consigo e me culpo pois pela minha inércia quem paga agora são inocentes.

Eu daria tudo pra acordar e perceber que tudo não passou de um sonho muito ruim.

7 comentários:

  1. Olá!
    Naty
    nossa...que coisa! Eu perguntei do outro blog, porque amo meus miaumigos ( tenho 3) e aumigos(um).
    Nm sei mais o q falar. Espero que não tenha despertado pensamentos ruins para vc,tá? Eu entendo que está uma "barra" enfrentar tudo isso, tanto que nem sei mais o q falar!Sorry!
    Meu carinho
    Boa noite de segunda!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. olá Naty querida, culpa não vai resolver nada, é exatamente o meu caso, este ano não vou poder trabalhar em um trabalho voluntário por conta da minha piora de sintomas e fiquei mt triste, mas infelizmente a saúde da gente em primeiro lugar. qto a terapias, existem psicologos que fazem um preço adequado ao que a pessoa pode pagar, e em ultimo caso tem os caps, não sei se tem em tua cidade. nada é sem solução, ainda que no momento a gente não perceba. bjs e fica com Deus.

    ResponderExcluir
  3. Naty, cara olha só que pessoa maravilhosa vc é... já tem seus gatos, seus problemas, e ainda qdo vê um bichano na rua, fica com dó e quer a qq custo cuidar dele... Isso é para poucos... Digo por mim, tenho qualidades e esse sofrimento e sentimento de culpa que vc sente por nao poder ajudar ps bichanos eu sinto por não poder fazer nada pela minha familia desestruturada que tanto amo e que tanto me faz mal.. É o mesmo sentimento, culpa pela inércia, por nao poder fazer nada, pois nao estah ao meu alcance, pq jah fiz tudo que podia e mais um pouco, como vc, e agora eu cá me encontro, com meus problemas internos... Meu psiquitra me diz uma coisa que eu procuro repetir para mim todos os dias: NÃO ASSUMA RESPONSABILIDADE POR NADA QUE VC NÃO TENHA CONTROLE. Hoje eu nao tenho condções de ouvir os ataques da minha mae ou os sofrimentos do meu pai ou do meu irmao viciado e do outro que finge estar alheio a tudo e largou uma vida promissora num emprego e o mestrado e vive uma vida mediana, simplesmente pq nao conseguiu suportar toda a verdade que envolve nossa familia... Soh que hoje eu cheguei a conclusao de que nao posso fazer nada por eles, e me culpar por isso é mto pior praminha sanidade mental... tudo bem que eu preciso repetir isso todo dia, ouvir isso da minha esposa, do terapeuta, do psiquiatra, mas de tanto ouvir isso estou conseguindo me livrar um pouco dessa culpa, acordo penso e falo algumas palavras me olhando no espelho... vou continuar esse post no meu blog... abs e to aqui

    www.diariodeumsuicida2013.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. fico d mesmo jeito. tive um cachorro que adotei e que morreu bem no meio da grande depressão... depois quis muito adotar outro, mas saí da casa onde morava, fiquei sem trabalho... enfim, não tenho condições de cuidar de nenhum bicho antes de conseguir cuidar de mim... mas fico louco quando vejo que poderia ajudar mais...

    ResponderExcluir
  5. Kd vc Naty que não aparece?? esta tudo bem querida???
    Manda noticias...
    Beijos e sentindo sua falta...

    ResponderExcluir
  6. Olá mocinha! Como vai? Olha..eu li tudo sobre você no blog. Sou psicologa, mas não estou atuando no momento me interessei por outras coisas, outros meios. rs
    Mas, gosto de ler sobre a "nossa mente." Além de você ser intensa igual a mim, não ache que está sozinha, sempre podemos conhecer novas pessoas, novos amigos, a melhor forma de você continuar construindo sua vida é se ajudando, procurando sempre alguém em que se apoiar quando mais precisar, mas nunca se permitir ser sozinha. Seja sempre você..gostei de tudo que li aqui, por isso, quero continuar mantendo contato com você.
    Seja feliz da melhor forma.

    Se quiser me responder meu contato:helen.rio@gmail.com
    Ps: não me responde no blog porque não tenho mais acessado.

    Beijos Helen

    ResponderExcluir
  7. Volte a fazer o que ama mesmo que não possa ajudar da mesma forma:) Tb sou "protetora" e isso está nas veias kkkk Recomeço eh a palavra.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo. Mas se você for um desocupado e quiser esculhambar, por favor faça um favor a si mesmo e poupe seu tempo e o meu, ok?

Moderei os comentários, então o que você escreveu vai ser lido por mim antes de aparecer.