Amigos:

9 de abr de 2013

Ringo.

Ringo Starr


É uma gato de rua, se vira. Vira latas, se esconde, arranja comida aonde pode. Como pode. Quando pode. Na chuva corre pra proteção de um carro, no sol tenta a proteção de um carro, água? Se der. Carinho? Quase nunca. 
Conheceu cedo a maldade dos homens, sem pai, sem mãe, sem segurança. Doente, acabava por pensar em desistir, pois a vida estava muito sofrida. Difícil fugir de cachorros com dor. Pior é desviar dos carros que vem e vão, e as pessoas passam, parecem não entender que ele quer ajuda, quer abrigo, elas comem, ele não, por que?
Seus amigos felinos dividem seu esconderijo as vezes, mas eles são rápidos, pegam os restos antes dele, o obrigam a ser o último e para não ser mostra os dentes, reclama, grita, briga com as forças que ainda tem.
Ringo não faz idéia, mas a moça que se comoveu com a sua estória e aparece no seu "pedaço" toda noite está a ser egoísta. Pois aprende com ele a lutar, a tentar vencer mesmo quando tudo parece perdido. Ela o pega, o trata, o limpa, dá o carinho que ele provavelmente nunca teve, mas na verdade ela aparece para recarregar as energias. Ela quer ajudar mas precisa de ajuda. Ele os amigos percebem isso e ficam com ela todas as noites, olhando ela chorar, acarinhando suas pernas, pois eles podem até sofrer, mas ainda tem amor pra dar. Pena que poucos percebam isso.
Ele tenta ensinar a ela uma lição que ninguém conseguiu ainda: a sobrevivência.

E esta moça sou eu.

"Olhe no fundo dos olhos de um animal e, por um momento, troque de lugar com ele. A vida dele se tornará tão preciosa quanto a sua e você se tornará tão vulnerável quanto ele. Agora sorria, se você acredita que todos os animais merecem nosso respeito e nossa proteção, pois em determinado ponto eles são nós e nós somos eles."

(Philip Ochoa )

7 comentários:

  1. Ei, estou aqui hoje para dizer o quanto me encanta que
    frequente meus blogs, vou apresentando mais alguns aos poucos.
    Tenho aprendido muito lendo aqui,
    é uma troca fantastica.
    Quanto ao texto,
    essa troca de lugar faço sempre com pessoas
    de todas as classes...
    Mas parece que o que importa não é se
    é com gente ou animal,
    a possibilidade da troca é que vale...
    Volto ja, pois estou lendo sei blog desde o
    início,
    acabei de chegar de viagem e retomo hoje a leitura.
    Bjins
    entre sonhos e delírios
    Catiaho Alcantara/Reflexo d'Alma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho e pelas palavras!!

      Excluir
  2. Seu relato emociona, mostra bem que você tem uma enorme coração cheio de bondade, sua luta é como a do lindo gatinho, você e ele tem que vencer diariamente para conquistar a paz que vai trazer o conforto necessário e merecido.


    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é, eu escrevi com o coração. Este gatinho está me fazendo um bem imenso.

      Excluir
  3. Sou assim, agora estou em busca de donos para a pretinha (cadela q peguei da rua para tratar da sarna, hoje ela está tão linda) pois mês q vem vou embora... difícil escolher o dono certo, parece q nunca ninguém vai cuidar deles como nós!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tu tá indo pra onde mesmo?
      e não tem que cuide dela até você voltar?

      bjooooooooooo

      Excluir
  4. OLÁ, COLEGA EILAN!
    SEJA MUITO BEM-VINDA À "GAM DOLLS (2)"! SINTA-SE NUMA CASA DE BONECAS. OBRIGADA POR APRECIAR MEUS HUMILDES TRABALHOS E TORNAR-SE MINHA SEGUIDORA!
    É... GATOS SÃO MESMO TUDO DE BOM.
    SUPER BACANA ESSA TUA CRÔNICA!
    DESEJO CADA VEZ MAIS SEGUIDORES E SUCESSO AO TEU BLOG.
    TENHA UMA LINDA QUARTA! :)

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo. Mas se você for um desocupado e quiser esculhambar, por favor faça um favor a si mesmo e poupe seu tempo e o meu, ok?

Moderei os comentários, então o que você escreveu vai ser lido por mim antes de aparecer.