Amigos:

8 de jun de 2013

Amigos. (2)


"É engraçado como depositamos tanta confiança e tanto sentimento nas pessoas. Em pessoas que achávamos conhecer, mas, que no fim, só mostraram ser iguais a todos. E por esperar demais, sonhar demais, criar expectativas demais, sempre acabamos nos decepcionando e nos machucando cada vez mais."

Dalai Lama

"...Amigo é aquele que conhece todos os seus segredos e mesmo assim gosta de você!
Amigo é aquele que nos faz sentir melhor e sobre tudo nos faz sentir amados..."



Érico Veríssimo


(figura roubada honestamente do Malvadas)

** É incrível como no mesmo dia você possa se decepcionar e se alegrar com seus amigos. É bom lembrar  que há sentimentos que nunca mudam. E é triste constatar que as vezes aqueles que você jurava poder contar simplesmente te decepcionam. Estou aprendendo a lidar com isso e com as voltas que a vida dá. Aprendendo que existem aqueles em que o tempo e distância não apagarão o sentimento de carinho, por mais que eu me sinta insegura ou deixada de lado.

Aprendendo que demonstrações de amor estão nas pequenas atitudes. Que quem gosta, cuida, se preocupa, mesmo que eu ache que não mereça. Mesmo que eu, com minhas neuroses, ache que não sou boa o suficiente.

Aprendendo que as vezes outras pessoas vão me decepcionar sim, muitas vezes aqueles que eu nunca achava que o fariam. E mesmo magoada, eu tenho que ser maior do que isso: não me arrepender do que fiz e ao mesmo tempo nunca esquecer do bem que me fizeram. As escolhas estão aí para serem feitas e todas tem seu preço. Eu luto pelos meus amigos como uma leoa, mas tem gente que simplesmente não faz isso. Por isso tenho que manter minhas expectativas em baixa. Então temos sempre que optar, o que queremos? Alguém que está do seu lado quando você está sorrindo ou alguém que está lá pro que der e vier? Eu já sei o que quero e isso faz parte da minha reconstrução. Se não está do meu lado, o sentimento não é aquele que quero para minha vida.

Hoje, pela primeira vez em pouco mais de 4 meses, comecei a querer encontrar a luz no fim do túnel. Por causa de um amigo, lembrei que fiz uma promessa a ele faz muito tempo. Que eu ia tentar ficar bem. Eu havia esquecido dela. Sentir-me querida fez-me lembrar que eu POSSO me sentir assim. Não sei se estou sendo clara. Não é pra ele nem por ele. É porque ele me fez lembrar que eu não sou tão insignificante assim. que talvez eu faça a diferença sim.

Hoje, pela primeira vez em pouco mais de 4 meses, comecei a querer encontrar a luz no fim do túnel. Por causa de amigos que eu achava estarem do meu lado, mas preferiram estar do lado de C.. Apesar de tudo. Então eu também quis melhorar, pois se a minha vida finalmente mudar eu direi a eles que ela mudou. E que eu percebi que certos sentimentos que eu nutria não eram recíprocos. A lealdade principalmente. Quando eu melhorar verei exatamente quem me cerca.

Devaneio. Estou melancólica. Triste. Pensativa. Desculpem o desabafo. Antes estaria chorando desesperada pelas coisas tristes que me aconteceram, pela decepção com estes amigos. Mas estou começando a ver que também acontecem coisas boas, meu melhor amigo me deu um monte de conselhos apesar de estar longe, arranjei amizades legais aqui pelo blog (marida e Sam, beijooosss), estou com projetos... quem sabe eu não me dê conta logo que eu posso SIM vencer tudo isso?




5 comentários:

  1. O complicado é não poder dizer que você nunca mais vai se decepcionar com alguém, porque isso é inerente à condição de conviver, de não ser só. Às vezes os propósitos dos outros são diferentes dos nossos e pronto, deu-se a colisão de ideias e atitudes.
    Mas tente não levar isso como se fosse algo feito pra te ferir... A vida gosta dessas pegadinhas, mas bom mesmo é não perder a capacidade de confiar nos outros, de querer ter amigos, porque na maioria das vezes é agir direito o que se quer.
    Que bom que esse seu amigo te alcança.

    Um beijo, menina.

    ResponderExcluir
  2. Oi querida
    A decepção faz parte da vida! Eu sempre digo ao meu filho mais velho:Bom seria que a vida fosse pai e mãe, mas não é! A vida é muito dura! Nós temos que tirar lições boas das coias ruins. Esse é um conselho de uma quarentona bipolar que já apanhou muito da vida kkkkkkkkk. Quanto a sua melhora, fico feliz, de verdade! Que vc melhore, não por ninguém, mas por vc mesma! Vc merece!
    Bjão e #tamo junto!

    ResponderExcluir
  3. Olá, sou novo aqui no blog, mas queria te dizer que a decepção é algom com o qual a gente tem de se lidar quase diariamente...Mas fazer o que né?é a vida...
    Fico hiper feliz que vc se recuperara!

    Bjos!
    www.brasileiroguei.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Muitas vezes o que esperamos da outra pessoa, seja amigo ou não, é algo que nós, possivelmente não faríamos por ela. Ou até faríamos, mas não podemos afirmar com toda certeza, visto que não passamos pela mesma situação. O correto, por pior que seja, é não esperar nada. Existem pessoas com uma sensibilidade exacerbada e que necessitam de aprovação externa para sentir-se bem. A sensação é de que a opinião do outro vale mais do que a própria. Isso provoca grande devastação, pois a pessoa externa sempre vai nos decepcionar no momento em que não corresponder a uma expectativa. Acontece da pessoa sem perceber ferir a outra com uma atitude ou palavras. Não vou me estender mais, segue um link de um texto sobre essa sensação e as decepções caso se interesse: http://ideiaasolta.blogspot.com.br/2013/06/racionalidade-afetiva-reserva-do.html . Debater é sempre interessante. Conhecer visões diversas sobre um mesmo tema nos conforta, faz bem.

    ResponderExcluir
  5. Tem amigos que você pode ligar as 3:00 da manhã... E tem aqueles que você fica pendurado das 22:00 até as 4:00 da manhã.. TE AMO MARIDA!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo. Mas se você for um desocupado e quiser esculhambar, por favor faça um favor a si mesmo e poupe seu tempo e o meu, ok?

Moderei os comentários, então o que você escreveu vai ser lido por mim antes de aparecer.