Amigos:

27 de jul de 2013

Depoimento: Diário de um Borderline





Jovem, bonita com 28 anos de idade, com uma profissão e concluindo uma ótima graduação - essa era eu, acabara de comprar meu primeiro carro ano 95, estava feliz? Depois de muitos de muitos dias indo e vindo do caminho do trabalho em prantos, sem encontrar sequer um motivo que fosse para viver. Resolvi pesquisar as doses letais das medicações, e foi com o clonazepam que me entupi na tarde do dia de 24 de outubro de 2012, demorou muito para fazer efeito, não me dava sono logo, comecei a andar, foi então que vomitei e desmaiei...

Acordei em uma internação psiquiátrica, com uma médica me auscultando, apenas um soro fisiológico corria em minha veia, todos os pacientes psiquiátricos curiosos querendo conversar, eu só queria dormir. Aquela médica se foi, e eu fique internada durante 7 dias no hospital Tide Setúbal sem a visita de nenhum psiquiatra, fiquei totalmente robotizada, sem conseguir articular palavras, pouco me levantava e ia ao banheiro. 

Mas o pesadelo mesmo começou após a alta, na qual fui embora sem nenhum tipo de acompanhamento, o CAPS não queria me atender por que eu era caso de ambulatório, e o ambulatório tinha uma fila de dois anos para o primeiro atendimento, sofri muito, tinha desejo me matar constantemente. Enquanto isso em casa eu me perfurava com agulhas 40X12 em minhas artérias na esperanças de ter aquela angústia interna suprida. Todo tipo de martírio eu fiz com meu corpo, raspei meus cabelo, que era o que eu mais amava em mim. Quando não aquentou mais me ver naquele estado minha mãe foi na ouvidoria da saúde, fez denúncia, ameaçou chamar a televisão, e em um mês conseguiram o anjo da minha psiquiatra Dr Taty e até hoje aguardo pela psicoterapia.

Minha professora por dó me encaminhou para a terapia na faculdade, mesmo uma vez a cada dois meses, mas melhor que nada pra quem não tem outra alternativa. Depois de encontrar a mínima ajuda e controlar o desejo suicida, consegui então parar para refletir em tudo que estava acontecendo na minha vida, na reviravolta que minha história havia tomado e como minha vida era incomum e minha experiencia, até mesmo a superação de não ter abandonado os estudos e estar viva até aquele momento. 

Acreditei que a minha experiência pudesse servir para outros, para ajudar pessoas que tem a doença e nem mesmo sabem que a possuem, bem como aqueles que sabem de seu diagnóstico e não conseguem tratamento.

Querem saber mais detalhes dessa história? Mínimos detalhes... então curta a nossa pagina no Facebook: https://www.facebook.com/F6031DiarioDeUmBoderline, e aguardem o lançamento do meu livro, F6031 Diário de um Borderline.

(Depoimento de Camilla Prado, que está lançando sua autobiografia contando o que passou com sua luta Borderline)

........................................



Com mais de 500 mil exemplares vendidos somente nos EUA, "Pare de pisar em ovos" lida com um tema marcante nos dias atuais: o transtorno de personalidade borderline (TPB). Este livro busca entender este transtorno destrutivo, estabelecer limites e incentivar amigos ou familiares com o transtorno a deixar de lado comportamentos perigosos. Ele discute as últimas pesquisas sobre um problema caracterizado pelo limite das emoções e apresenta técnicas de comunicação e estratégias de enfrentamento para que o leitor possa equilibrar seu relacionamento com um borderline.

O Blog Borderline-Girl está sorteando, em parceria com a Editora Fontanar, dois exemplares deste livro. Para concorrer basta seguir estes passos:

- Curtir a página da Editora Fontanar e o Vivendo a Vida com Borderline


- Ser seguidor do blog Borderline-Girl
- Preencher e enviar o formulário na página SORTEIO.

O sorteio acontecerá dia 20/08!

........................................


Para quem ainda não viu, saiu o segundo vídeo aqui do blog! Assistam e se gostarem, curtam!






Um comentário:

  1. Parabéns pelo seu blog, eu sou bipolar do tipo dois ou seja borderline já q éa mesma coisa eu n sabia disso, mas me identifiquei totalmente c as características da borderline, a raiva o impulso... igualzinho, tenho um blog tb, omundodemarcela.blogspot.com.br bjs

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo. Mas se você for um desocupado e quiser esculhambar, por favor faça um favor a si mesmo e poupe seu tempo e o meu, ok?

Moderei os comentários, então o que você escreveu vai ser lido por mim antes de aparecer.