Amigos:

11 de jul de 2013

O que causa o Transtorno de Personalidade Borderline?



No passado, as pessoas com transtornos de personalidade eram frequentemente consideradas como se não pudessem ser tratadas. Pesquisas científicas em andamento mudaram o modo de pensamento para que agora entendamos  que transtornos como o TPB podem ser eficazmente tratados.

Apesar das causas do Transtorno de Personalidade Borderline ainda não sejam completamente compreendidas pelos psicólogos, é provável que uma combinação de predisposição genética, fatores ambientais e um gatilho para a química cerebral sejam o começo do TPB. Abaixo teremos algumas causas prováveis:

Ambientes Traumáticos:

Os borders reportam taxas mais altas de negligência, abuso físico e emocional e agressão sexual do que aqueles que não tem o transtorno. Alguém que cresceu em um ambiente com pais desinteressados ou com desprezo também tem um risco levemente mais alto de desenvolver o TPB. Parece que condições inseguras ou sem amor em casa podem produzir este transtorno. Simplesmente ter uma mãe que grita pode aumentar o risco de ter o transtorno três vezes mais.

Uma experiência traumática é qualquer evento chocante que vai contra a construção de mundo da pessoa  e a faz sentir-se completamente impotente dentro dela. Porque o Transtorno de Personalidade Borderline é parecido em muitas formas com o Transtorno de Estresse Pós Traumático, alguns pesquisadores especularam que um trauma - especialmente o que ocorre durante a infância - desempenha um papel importante no desenvolvimento do TPB. Reciprocamente, os borders tem um risco maior de desenvolver o transtorno de estresse pós traumático se um evento traumático ocorre. 

Genética

Alguns estudos mostraram que gêmeos idênticos frequentemente desenvolvem o transtorno de personalidade borderline, sugerindo que os genes desempenham um papel maior na manifestação do TPB.  Cientistas isolaram o gene que acreditam desempenhar um papel no desenvolvimento do Transtorno Obsessivo - Compulsivo, que é parecido com o TPB em alguns pontos. Quando este gene funciona mal, a pessoa acaba tendo o TOC.

Pode haver um ou um conjunto de genes similares que ditam se o TPB está presente. Em alguns casos, parece que o transtorno tem sido passado de geração para geração.

Neuroquímica e atividade cerebral

Baixos níveis de serotonina estão presentes em muitos transtornos mentais, do TOC à depressões crônicas. O Transtorno de Personalidade Borderline não é diferente. Se o cérebro não está produzindo ou absorvendo serotonina o suficiente, então pode ser difícil para uma pessoa controlar seus impulsos e manter um humor regulado. Ela pode se sentir fraca ou lenta e como resultado, buscar excitação em atividades perigosas.

Os border mostram, em geral, menos atividade nas partes do cérebro que regulam o humor e o controle de impulsos. Isto pode significar não só baixos níveis de neurotransmissores, mas que a o funcionamento no cérebro nestas áreas estão geralmente mais devagar ou abaixo da média.

Embora a genética e experiências possam "causar" o transtorno, também há evidências que o TPB não é causado por uma coisa, mas um grupo delas. De acordo com um estudo financiado pelo National Institute of Mental Health, 85% das pessoas diagnosticadas com o Transtorno de Personalidade Borderline também atendem a critérios para outro transtorno de humor ou doença mental.

(tradução livre do artigo "What Causes Borderline Personality Disorder?")


* Semana intensa, com crises, algumas ressacas e cortes e muito para pensar. Sem terapia por 3 semanas, por causa de alguns imprevistos e dos protestos, tô pirando. Mas voltamos à nossas atividades normais. ;)

5 comentários:

  1. Eilan, espero que vc consiga voltar logo para a terapia... E espero que vc fique bem. Quando tudo estiver muito mal, lembre-se do que eu te falei, clame a Jesus. Só o amor Dele pode tocar nossos sentimentos...
    Mudando de assunto, se vc sabe fazer cachecol, tem habilidade artesanal, com certeza pode aprender ponto cruz. Eu me achava super incapacitada para fazer e aprendi. Aí em Recife não tem algum armarinho que ensine a bordar, acho que vc ia adorar. Bjs

    ResponderExcluir
  2. olá, espero que esteja bem,

    ResponderExcluir
  3. Eu sou borderline a vida inteira meus pais brigavam e meu pai batia na minha mãe eu criança já me sentia sozinha e diferente hj tenho 39 fui rica meu ex marido que hj e deputado me abandonou passei fome ele pegou meus filhos e nunca consigo viver bem com alguém .meu deus estou sofrendo

    ResponderExcluir
  4. eu descobri que tinha borderline no começo de 2014 estou afastada do serviço em tratamento no CAPS de minha cidade mas não vejo progresso a cada mês uma tentativa nova de suicídio ontem tive mais uma hoje estou com pensamentos ruins me rondando preciso de ajuda mas já não sei mais oq fazer se alguém puder me ajudar sei lá de alguma forma aqui fica meu whats 15997179615
    não consigo me abrir muito com psicólogos geralmente eu minto que estou melhorando e por dentro estou corroendo talvez alguém com border possa ser uma boa ajuda.

    ResponderExcluir
  5. fui diagnosticada em 2015 comecei um tratamento com Lamotrigina e continuo, sinto me muito melhor e já consigo superar essas mudanças de humor e as ideias de suicidio desapareceram...tomo 200mg por dia

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo. Mas se você for um desocupado e quiser esculhambar, por favor faça um favor a si mesmo e poupe seu tempo e o meu, ok?

Moderei os comentários, então o que você escreveu vai ser lido por mim antes de aparecer.