Amigos:

18 de set de 2013

Do amor e dos excessos...




O amor, quando em excesso, não traz ao homem nem honra nem mérito. (Eurípedes)


Em momento costumeiro de autocrítica diária, analisei a fala de um amigo querido que, diante de minha abnegação em busca de soluções para um problema, que na teoria não é meu, me disse literalmente o seguinte:

COMOVC PODE SER TAO FODA ASSIM???
NA MORAL TE ADMIRO MUITO!!!!
UM DIA QUERO SER ASSIM TAMBÉM!!!

E refletindo a fala de meu querido amigo, posso compreender que ele tenha essa empatia comigo, visto que sou absolutamente persistente e obstinada... mas... e o excesso???

Pois bem, Eurípedes estava correto em sua teoria... e não, eu não concordo com meu amigo... eu não sou foda! E não isso não me surpreende... rs Mas com toda certeza vos digo:

Não me privo das honras devidas aos feitos embasados no amor... mas também não há como escapar da penalidade do que surge dos excessos...

E me dei conta disso hoje por uma razão específica...

Hoje é um dia especial.... especialmente doloroso e triste...

Hoje é um dos dias em que eu realmente me vejo indócil e aflita... vivenciando as agruras de um relacionamento de amor ainda muito mais intenso e muito mais indestrutível que aquele por quem meu querido amigo me designou como exemplo... Amor de mãe... de mãe distante 2000km de seu rebento que precisa hoje muito mais do que tudo do meu colo e do meu carinho.... e de saber que não está sozinha e que eu a amo sem a frieza de uma tela para dizer-lhe isso... E vejo que essas agruras advém do excesso... assim como a distância advém da escolha feita por excesso... e que segurar esse rojão sozinha também é (e com certeza o é principalmente) consequência das escolhas que fiz por excesso...
E me ver cheia de mimimi por não ter o apoio que eu me achava merecedora ter em um momento em que, com toda honestidade, meu mundo está ruindo... é mais um dos excessos...
Então, desta vez estou aqui pra dizer coisas muito simples... que todo mundo sabe... mas de um jeito um tantinho abusado que o amor é realmente incrível... mas que como toda droga ele precisa ser acompanhado de moderação... Pq TUDO que é em excesso, sobra.... e o que é sobra é resto... e ninguém precisa de restos pra viver....

Então ame... ame muito... e não desista de seus amores.... mas principalmente não desista daquele ser cheio de promessas que nunca te abandona mesmo nas horas ruins e que se esconde do outro lado do espelho....

Enquanto isso fico por aqui.... no aguardo de dias melhores e, principalmente, puxando minhas orelhas pra me fazer ver que sempre passei pelos naufrágios com as forças dos meus próprios braços... e não existe realmente nada, mas nada que me faça menos capaz agora de dar mais umas braçadas... por amor??? Com certeza... mas sem excessos...





Um comentário:

  1. o boderlaine me roubou muita coisa principalmente meus filhos nao tenho capacidade de cuidar sou um fracasso e nao me matei ainda por amalos mas sou um resto d vida e despepero adoro o blg me ajuda a ver situaçoes tao parecidas a minha q me ajudam sou uma garota de programa que faz isso por dinheiro e companhia estou no fim do poço e nada me puxa pra cima

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo. Mas se você for um desocupado e quiser esculhambar, por favor faça um favor a si mesmo e poupe seu tempo e o meu, ok?

Moderei os comentários, então o que você escreveu vai ser lido por mim antes de aparecer.