Amigos:

31 de mar de 2014

Minha querida esposa “Borderline”




Hare Krishna! a todos.” Com muito gosto, ai vai o meu relato ou até mesmo desabafo. E, se de alguma forma isto puder ajudar outros que passam por estas fazes e tem ''boderlaines'' na família, ficarei muito feliz.

''Tenho 53 anos e morava só, já há uns 11 anos. Não sei se é ''karma'', mas este tipo de pessoas de comportamento, até então, estranho para mim, sempre acabava de uma forma ou de outra se hospedando aqui em casa por alguns dias. Alguns, até muito violentos, outros mais amenos. Bom, vou tentar ser breve: Em setembro do ano passado acabei hospedando uma garota (irmã de fé), aqui em casa. E, o que me chamou a atenção, por ela ser bem jovem, foi a sua profunda falta de vontade em querer viver , muito depressiva, e as vezes até me agredia sem motivos aparentes para isto. Graças á ''Deus'', procurando na internet respostas para os maus tratos dela, acabei achando estes vídeos maravilhosos que vocês postam, acabei descobrindo que ela é ''borderlaine'', hoje estamos casados e temos seu site como terapia e estudamos nele juntos para melhorar nossa convivência aqui em casa. Pois, o terapeuta que fomos procurar, não nos passou a devida confiança e respeito, por isso o abandonamos. Bom, o intuito de eu estar escrevendo é para que todos saibam que estar casado com uma garota ''borderlaine'', não é só sofrimentos. Posso relatar duas ou mais vantagens muito boas neste tipo de relacionamento.: neste relacionamento não há traição, pois a pessoa ''borderlaine'' precisa muito se espelhar e ter como guia a pessoa amada, pois ela mesmo não tem uma personalidade definida, por isso ama o parceiro com muita intensidade. A “borderlaine” é altamente carinhosa com o esposo, vive 24 horas dando e necessitando de amor (só para ter uma ideia, em oito meses de casado, fazemos ''aquilo'' todos os dias). A companheira ''borderlaine'' nunca vê defeitos em você, (infelizmente vê muitos nela mesma), e ela vai fazer de tudo para agradá-lo pois, para ela, só em pensar em perder o amado lhe é causa de profundo sofrimento. Torna-se um mundinho só de dois. A impressão que dá, é que a pessoa ''borderlaine'' tem 3 ou 4 anos de idade, que é uma das melhores fazes de se lidar com a criança; é só procurar compreender e ouvir seus queixumes (que não são poucos); nunca falar palavras que a ponha pra baixo ou que poda aquilo que é muito útil pra ela (óbvio que olhando também o interesse de ambos).

Enfim, temos nisto uma rara oportunidade dada por Deus de ser útil. Cuidar, preocupar-se, passar amor, fazer com que muitas coisas que achamos de suma importância na vida, na verdade, não nos faz viver melhor e ainda tomam todo o nosso tempo . Esta é uma oportunidade de ser realmente útil para alguém que precisa muito de sua atenção, é de suma importância e muito gratificante também. Pode parecer até aproveitar-se da situação da ''borderlaine'' mais, a coisa mais incrível que noto até agora é que, a ''borderlaine'', por mais irritante que seja as vezes, é a única mulher que tem a capacidade de retribuir triplamente ''o amor '' que lhe é recebido do amado ''. Estou, até agora, e se Deus quiser por toda vida, ''muito feliz'' com o relacionamento com uma ''borderlaine. Na hora das crises, para o meu acalento e também do dela, vemos o vídeo ''borderlaine amigos e parentes'' no youtube, ele é muito confortante e instrutivo, assim como sua pagina também, Eilan. Muito obrigado mesmo. Sim, só mais uma coisa, você que entende, porquê não faz um site chamado: ''Borderlaine: a melhor mulher do mundo. A única mulher que retribui (mesmo depois das crises nervosas) o triplo de amor que um homem precisa ''. 

“Hare Krishna” minha irmã, Muito obrigado ''.

*********************************

* Essa foi uma dos emails mais lindos que já recebi. Sem palavras.

Hare Krishna!


31 comentários:

  1. verdadeira e justificavelmente lindo !

    ResponderExcluir
  2. como todos sabemos que está tendo um debate polêmico sobre estupro nas redes sociais e que um dos tipos de abusos que um border pode sofrer é exatamente o abuso sexual na infancia, então acho um assunto bem pertinente.

    este caso da internet me deu coragem de me abrir e expor uns acontecimentos comigo, (que só percebi ser mais do que imaginava quando comecei a ler a página do face mostrando algumas historias de abusos e descobri que tinha mais que apenas duas historias) então venho aqui compartilhar com vocês minhas experiencias para que voces reflitam sobre o assunto e gostaria que fosse repassada esta mensagem:

    http://normalidadequestionavel.blogspot.com.br/2014/03/machismo-estupros-e-afins.html

    ResponderExcluir
  3. parei pra ler agora o seu texto!!! que lindo exemplo, que lindo depoimento!!!! espero ser assim com meu namorado (que já citei aqui tbm parecer ser border), uma vez ele me perguntou porque eu ajudava ele, porque o amava? na hora pensei, pensei e vi 3 motivos:

    o 1º vejo nele uma pessoa maravilhosa que não é valorizado, me indigna uma pessoa tão boa e tão pura de alma, com tantas boas intenções, com tanto conteúdo, com tanto carater!!! tão raro de se encontrar hoje em dia e nunca ter recebido amor na vida me indigna profundamente!!!! pois ele merece (mais que muitas pessoas nesta vida) de aprovação, aceitação, carinho, amor, VALIDAÇÃO!!! ele sempre tá errado, na familia dele

    o 2º é que me vejo nele, já fui injustiçada, não validada, desvalorizada, desfigurada a auto-estima... por pessoas que supostamente deveriam me amar e é um tratamento em dobro ajudar ele estou me ajudando, estou fazendo justiça a nós borderline. ajudando ele a crescer e amadurecer eu compreendo onde eu sou infantil também e vejo como alguém de fora, como eu posso parecer pras pessoas. realmente as vezes parecemos crianças pirracentas e sentimos uma explosão de felicidade por coisinhas minusculas igual uma criança que se interessa mais pelo embrulho velho do que o presente chique!!! nos impressionamos com o pouco, com o simples. pois o pouco já é muito pra gente

    3º estou retribuindo um amor incondicional que recebi do meu melhor amigo, que me fez levantar e não desistir da vida. que me fez sentir importante pra alguém, que eu tenho valor. uma vez uma prima minha me perdoou de uma coisa que pra mim não tinha perdão e perguntei pra ele porque ela fez isto? que eu não merecia e ela disse porque um dia alguém a tinha perdoado do mesmo jeito e só estava repassando. neste caso é a mesma coisa, aprendi o que é amor puro e verdadeiro com meu amigo e quero que meu namorado sinta o quanto isto é bom, o quanto ele tem valor!!! o quanto ele importa e faz diferença ao mundo

    ResponderExcluir
  4. ah, se vc me permitir queria postar este depoimento no meu blog tambem porque achei muito lindo!!!! peça permissão pra pessoa que te enviou

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hare Krishna! Me chamo Goura Priya, esposa Borderline do Amal Krishna das, que enviou o depoimento acima...tudo bem...
      Eilan, nao recebi email seu, mas sim, outras pessoas podem postar o depoimento em seus respectivos Blogs. Espero que seja util...Muito Obrigada Hare Krishna!

      Excluir
    2. tinha acabado de perguntar isto na outra mensagem, kkkkk

      obrigada por deixar!!!

      é realmente muito inspiradora a sua historia, o depoimento de alguem que não é border falando como se relacionar bem com uma!!!

      fico feliz que tenha gente que dá certo e espero ver mais casais assim

      sua história é um conto de fadas para qualquer border se inspirar

      Excluir
  5. Muito bonito este relato, mas é estranho pois sempre achei que os borderlines fossem inconstantes, instáveis demais para ter uma relação saudável. Quero dizer, os borders são aquelas pessoas que num minuto amam, idolatram aquela pessoa e no momento seguinte a desvalorizam, odeiam, correto? Mais intrigada fico com a questão da fidelidade, o comportamento promíscuo é um traço dos borderline... E comportamento promíscuo neste caso não se resume a fazer "aquilo" todos os dias com o companheiro... Pergunto-me, na minha ingenuidade de leiga, se a esposa do senhor do depoimento é de fato uma borderline! Linda história btw :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é o seguinte,quando amamos, amamos com todo o coração e a alma do mundo, colocamos apessoa no pedestal de ouro e achamos que tudo o que ela faz é perfeito que ela nunca vai nos decepcionar... as vezes podemos até tolerar alguns abusos pequenos (se comparado com o que passamos) pois a pessoa tá no pedestal e tudo o que ela faz é descupável (diferente de outras pessoas, o do abusador que deu origem ao nosso problema, geralmente quem nos criou). agora caso a pessoa nos traia a confiança de forma que seja (na nossa cabeça) imperdoavel esqueçemos tudo de bom que a pessoa fez pra gente e ela se tranformara num monstro e tudo que ela falar vai ser irritante e contestável pois ela começou a agir como nosso criadores/abusadores viveram a infancia fazendo conosco

      portanto quem namora ou se relaciona com um borderline (isto serve pra terapeutas e psiquiatras também), tem que ser muito sensível, se colocar no nosso lugar e não invalidar nosso sentimentos agigantados, precisa nos ouvir com atenção e perceber nossos gatilhos pra não cometer o mesmo erro daquela pessoa que nos causou o problema entende?


      e somos promiscuos as vezes pra evitar uma relação longa e duradoura com as outras pessoas por medo de nos mostrar vulneravel e machucarmos mais. como uma armadura, pega sem se apegar que aí não tem como se ferir, mas quando encontramos alguém disposto a nos entender, que se importa conosco, que valida nossos sentimentos, que nos dar amor e carinho e demonstra que não vai nos abandonar porque iriamos trair a confiança desta tal pessoa e arriscar a perder tudo aquilo que nunca tivemos???? a gente hipervaloriza tanto isto que não queremos provocar o abandono (apesar de as vezes testar o parceiro com abusos psicologicos repetindo o que nos foi ensinado)

      bom, isto falo da minha experiencia se algum border quiser complementar ou achar que é outra coisa, diga aí

      Excluir
    2. Hare Krishna, eu de novo. É exatamente isto, você entende bem como uma Borderline pensa e age. Tudo bateu, já esta ai a resposta do comentário anterior. Muito Obrigada mais uma vez, Hare Krishna!

      Excluir
    3. entendo pq sou uma, kkkkkkkkkkkkkkk

      mas sei que é dificil pra quem tá de fora entender, nossos estouros parecem ser "do nada" se a pessoa não for sensivel o bastante para perceber gatilhos

      Excluir
  6. Coisa mais linda, Naty. Recompensador, né? Você ajudou esse homem a compreender melhor a mulher que ele ama e isso é incrível.

    Um beijo, menina linda.

    ResponderExcluir
  7. Daniela Carvalho3 de abril de 2014 15:26

    Sou uma esposa bordeline. Sou sim muito inconstante. Amo meu esposo mais q tudo nesse mundo e quando estou aversiva à ele sei q é o momento de crise e logo passa a raiva sem motivo. Então quando estou consciente converso com ele pra ter paciência comigo. E quando ele consegue suportar a minha chatice sem piorar minha raiva eu volto a ser eu e me arrependo das besteiras q faço. Quanto a traição... Nunca o trai pq recebo dele todo amor e compreensão eentão temos um relacionamento muito quente à cinco anos. Todas vezes q tenho crises me recupero nos braços dele. Agora quando uma pessoa border não tem um parceiro assim é muito fácil trair basta outro a elogiar ... Tive um relacionamento em q me sentia solta aí foi só aparecer o atual q trai todos meus princípios, minha família e meu ex marido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu e meu esposo estamos aqui dando gargalhadas, pois o que voce descreveu é exatamente o que acontece conosco quando entro em crise...Obrigada por compartilhar. Hare Krishna!

      Excluir
  8. Hare Krishna! Meu marido ficou muito contente e surpreso ao ver logo que abriu sua pagina, o depoimento dele. Também aprendeu mais e ficou contente com os comentários postados pelos leitores. Ficamos muito surpresos de saber que tem casais também assim como nós, que passam pelas mesmas situações. Muito Obrigada mesmo. Hare Krishna pra voce, que Deus à abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá, então vc é a famosa border do texto???

      posso usar o depoimento do seu marido no meu blog tbm? sou border tbm e achei um verdadeiro conto de fadas a historia de vcs para nós border, dando esperanças que tem alguém que nos tolere, "aguente" nossas crises e nos ame mesmo assim

      Excluir
  9. '' Hare Krishina '' claro que pode, não conseguimos entrar no seu blog. Qual o seu nome ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. postei um link lá em cima, sobre estupro e machismo...

      eu ainda não coloquei a sua historia, acho que vou colocar num dia especial (tipo dia dos namorados,..., algo romantico), to pensando

      Excluir
  10. Olá! Posso publicar esse relato no meu blog?
    casulodelola.wordpress.com

    ResponderExcluir
  11. Sou bordeline, só tenho uma diferença consegui educar uma filha sendo solteira,vivi sozinha e independente e mantive um bom emprego, agora perdi tudo e a minha filha esteve em coma a morrer, não voltou a mesma pessoa. Agora que fiquei desempregada tudo mudou já me tentei suicidar 4 vezes, só quero morrer, não quero ninguém perto de mim, pois acho que não mereço. Fui vitima de pedofilia, mãe tarada, tive muito dinheiro e perdi tudo apanhei muita pancada de homem, fui uma mulher bonita estou um monstro, só quero mesmo é morrer, já tentei, mas o meu organismo altera o efeito dos medicamentos e não tenho coragem para saltar da ponte, parto-me toda e não morro....

    ResponderExcluir
  12. Achei mais que lindo esse post. Chorei muito porque me parece que estou no fim de um relacionamento, não por minha vontade mas pela outra parte. Queria tanto encontrar um amor assim ;( ;( que me entendesse, que enxergasse o lado bom de um border.
    Parabéns ao casal. Que sejam muito, muito, muito felizes , pois você disse uma verdade. O amor que um border sente por alguém é a coisa mais intensa e verdadeira que alguém como nós possa dá.

    ResponderExcluir
  13. Fiquei profundamente emocionada com esse post, talvez tenha sido a primeira vez que li algo positivo sobre o TPB. Me encheu de esperanças, melhorou a minha auto estima, fez eu me sentir um ser digno de amor. Gratidão eterna por isso e que o Universo se encarregue de encaminhar um parceiro que me enxergue com esses olhos!

    ResponderExcluir
  14. Meu amigo, você pode ter certeza de uma coisa, segundo o que foi escrito no texto, sua esposa pode ter qualquer coisa menos boderline, ou se tiver é de forma mais branda. Minha esposa foi tem as características de TPB e digo que viver com uma pessoa assim é uma experiencia terrível. Em 4 anos de casamento eu fui estuprado mentalmente, com as mentiras e dissimulações da minha esposa. Fora as continuas agressões. Basta contrariar seus anseios que ela entra em estado psicótico na mesma hora, vai de 0 a 100 em um segundo. Me morde, chuta, agride a mae dela e os familiares dela. É um verdadeiro problema que ninguém sabe o que fazer. Ela sempre frequentou os melhores psicólogos e psiquiatras, mas as pessoas com esse transtorno nunca admitemque elas estão erradas ou com algum problema o que dificultam ou impossibilita algum tratamento. Pessoas com TPB não possuem norte moral nenhum, são egocêntricas o que importa é o mundo paralelo em que elas vivem. Gostam de fazer barraco, não interessa onde estão ou quem esta perto, não medem consequências. Por isso, se VC conhecer alguem assim CORRA. Eu mesmo to vendo q vou ter q largar meu emprego publico, onde sou estável e ganho razoavelmente bem para voltar a viver com meus país em outra cidade pq não aguento mais os absurdos e loucuras da minha esposa. E detalhe, realmente quem tem TPB tem medo de abandono, de ficar sozinha, mas não pense que isso é amor não, pq essa doença impede que elas amem alguem e esse medo não impedirá de traí-lo ou outras coisas do tipo.

    ResponderExcluir
  15. Sou boder mas não me indentifico com este relato , tenho um relacionamento de 14 anos mas sou totalmente independente de meu marido, meu medo de abandono está mais ligado a minha mãe e meu relacionamento conjugal já foi um estresse hoje meu marido sai sozinho com seus amigos eu com as minhas dormimos em quartos separado , ja ate moramos por dois anos em casas separadas , nos amamos sem cobranças e quanto as brigas ainda são ferrenhas , mas melhoraram bastante

    ResponderExcluir
  16. voce não sabe nada de Borderline ela não te trai agora. mas vamos ver mais na frente vc ver sua amada se transformando quando enjoar de vc aida mais que vc é coroa para ela so se ela for feia

    ResponderExcluir
  17. Oi , sera que tem condição de saber sobre o casal se ainda estão juntos . fui casado com uma linda mulher em todos os sentidos que tem esse maldito trastorno , temos um filhinho de 7 anos que apos seis anos cuidando muito bem dele , entrou em crise e fugiu para S. Paulo nos abandonano , e ja faz 10 meses , parece que é outra pessoa sem sentimento algum pelo filho . eu ainda a amo mas minha razão e todos que conviveram com agente , parentes meus e dela não comprederiam e dariam as costa para mim se eu a aceitace de volta . ja não tenho como confiar mais.

    ResponderExcluir
  18. Oi será que vc tem noticias do casal ,se ainda estão juntos . Fui casado 9 anos e minha ex tem esse maldito transtorno , temos um filho lindo de sete anos que ela cuidou muito bem ate os seis anos , mas entrou em crises pelo consumo de maconha na faculdade e se transformou em outra pessoa , nos abandonou e foi para S. Paulo , não liga para o filho , arranjou outro , da pior espécie grafiteiro de rua e agora que não esta nada bem quer voltar para a segurança da família . Eu ainda a amo mais minha razão me diz que não , alem de que amigos e parentes , meus e dela voltariam as costa .meu filho esta bem melhor visto que as brigas e as inconstâncias do transtorno o deixavam desorientado . e creio que ela jamais será a mesma mãe e esposa que foi um dia. mas se ela quiser e reconhecer que precisa de ajuda estou pelo amor a acolher.

    ResponderExcluir
  19. Alguns casos são realmente graves como o do último relato. O Transtorno deve ser levado a sério, sem glamour, pois gera uma infinidade de sofrimento para todos.
    Jamais subestime o poder de destruição de um borderline, mesmo sendo ele a pessoa que vc ama e que lhe proporcionou os melhores e mais intensos momentos da sua vida. Meu primeiro namorado era borderline e deixou marcas em mim até hoje.

    ResponderExcluir
  20. Alguns casos são realmente graves, como o último relato acima.O TPB é muito sério e pode deixar um enorme rastro de destruição. Nunca subestime os danos que uma pessoa assim pode causar, mesmo que ela seja quem vc ama ou quem já lhe proporcionou os melhores e mais intensos momentos da sua vida. Meu primeiro namorado foi um borderline e deixou marcas profundas em mim.

    ResponderExcluir
  21. Olá! Estou casada há 15 anos e só recentemente descobri que meu marido é borderline. Sempre achei estranho seu comportamento pois twndeia muito mais a depressão e achava que essa era seu maior problema. Mutas vezes fiquei com raiva dele por conta do seu temperamento agressivo, vingativo. As vezes um pequeno mal entendido era o suficiente para uma briga que ocasionava mágoas profundas para is dois lados. Ele aí da não sabe do seu diagnóstico pois está em crise falando recorrentemente em suicídio. Por isso
    Seus médicos avaliaram que seria esperar a crise melhorar.
    Estou aprendendo sobre esse transtorno e como lidar com meu marido. Mas digo que é muito difícil é doloroso. Estou muito cansada dw brigar por coisas pequenas e por da instabilidade dele.
    Isso sem falar das chantagens emocionais que tenho certeza que elw nem percebe que está fazendo.
    Meu dilema atual se define em continuar ou não casada ou esperara até o tratamento traga uma nova estabilidade?
    Ele é uma ótima pessoa e meus filhos o adoram mas já estão percebendo os sintomas..

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo. Mas se você for um desocupado e quiser esculhambar, por favor faça um favor a si mesmo e poupe seu tempo e o meu, ok?

Moderei os comentários, então o que você escreveu vai ser lido por mim antes de aparecer.