Amigos:

28 de abr de 2013

O Poder Terapêutico da Escrita




Eu, como todos sabem, abri meu blog recentemente. Tal iniciativa deixou minha psicóloga e minha psiquiatra muito empolgadas, pois foi um caminho, uma rota de luz que eu encontrei para tentar lidar com minhas descobertas e sofrimentos causados pelo TPB. Resolvi falar sobre isso ao constatar o efeito positivo que escrever me trouxe e compartilhar os ganhos deste ato, para borderlines, bipolares, TDAHs, depressivos, "normais", enfim, para todos que precisam.

Escrevendo sua rotina

Se você acha que um blog é se expor demais, porque não escrever um diário? As vezes muitas coisas acontecem no nosso dia-a-dia, mas nosso costumeiro vazio não nos deixa enxerga-las. Talvez, escrevendo e relendo o que se passou em sua semana, você vai perceber tudo que se passou e talvez conseguir analisar melhor, caso tenha sido algo ruim, suas reações e consequências delas.
Escrever sobre nosso sentimentos também nos faz liberar, nem que seja pro papel ou pra tela de um computador, tudo aquilo que guardamos por acharmos que ninguém nos entende. Já conversei com alguns borders que tem a mesma aflição: não ser compreendido. Muitas vezes não somos mesmo, porém escrever talvez seja uma forma de colocar pra fora aquilo que ninguém mais pode saber. Lendo depois, podemos constatar que: melhoramos ou pioramos, mas baseados em fatos podemos lidar melhor com isso.

Memória de Elefante?

Pois é, não temos uma memória que registre todos os pormenores de nosso cotidiano. Um detalhe pode passar desapercebido ao desabafar na terapia ou quando analisamos algum sofrimento. Ao escrever diariamente, não perdemos nenhum ponto, sabemos bem a ordem cronológica dos fatos e isso com certeza ajuda. eu, por exemplo, cheguei a conclusão que minha gastrite nervosa (que resultou num semi-internamento) foi causada por fatos que ocorreram durante a semana (como a leitura daquele email fatídico do meu ex, que resultou em uma crise). Isso pensando no que escrevi aqui.
Quando registramos algo por escrito também nos ajuda a memorizar. Quem nunca estudou para uma prova refazendo anotações?

Contando um conto.

Escreva crônicas. Eu mesma recorri a este recurso quando não queria falar abertamente "então eu peguei a gilete, me cortei, vi o sangue caindo e fiquei bem feliz.". Usei de uma linguagem lúdica na qual contava a mesma coisa, porém com palavras mais elaboradas. Passei a idéia e ainda exercitei a redação.

Mantendo contato

Achamos que somos únicos no mundo. Ao enxergar nosso reflexo com olhos de border, tendemos a nos rotular de loucos, afinal, quem sofre desse jeito? Quem se corta assim? Muita gente. E é o que estou aprendendo cada vez mais com a vivência do blog. Ainda por cima consigo ajudar algumas pessoas. Então, entre num grupo, numa comunidade do Facebook, escreva e-mail, escreva pra mim, relacione-se, que vais descobrir pelo menos que existem muitos mais iguais a ti. Isso alivia. Ou não somos afinal, ETs, ou há uma porção de homenzinhos verdes por aí.

6 comentários:

  1. Adoro e preciso escrever. Bobagens ou não que escrevo, movimentam minha velha cabeça , mãos ,me faz muito bem! beijos,lindo domingo!chica

    ResponderExcluir
  2. Pra mim escrever meu blog é uma terapia... e eu percebo nitidamente que exercita minha mente.

    Abraços

    Alexandre
    http://soupretomassoulimpinho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que nossa amizade continue eterna
    e tenham sempre um lugar especial em nossos corações,
    e nossa jornada de hoje e de sempre esteja repleta de flores,
    paz e amor.
    Que DEUS: esteja sempre com sua mão
    estendida apontando o caminho correto
    por onde devemos prosseguir .
    Uma feliz e abençoada tarde de Domingo.
    Beijos,Evanir..

    ResponderExcluir
  4. Oi querida
    Muito bom o post, isso só mostra que vc está evoluindo em sua recuperação, e assino embaixo em tudo que vc escreveu. Eu comecei o blog para ajudar outras pessoas com transtorno, pois foi através de um blog que fui ajudada, mas há mais de um ano, o saldo é positivo para mim kkkkkkk, tenho sido mais ajudada do que tenho ajudado, realmente escrever é uma terapia, e os amigos virtuais são muito legais!
    Bjos. e #tamo junto!

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Boa noite
    Eilan
    sim...a escrita organiza o pensamento e facilita o autoconhecimento. Quando conseguimos converter em texto as angústias, crises e experiências da existência revelamos mais sobre nós do que aquilo que estamos dispostos a contar, pois deixam transparecer o nosso estado de espírito.
    Obrigado pelo carinho de sempre
    Bom início de semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Eilan!! Que saudades!
    Saudades de vir aqui e ler suas postagens e pelo visto perdi muita coisa... Período de provas na faculdade.

    Realmente escrever ajuda muito, e ter um blog muito mais. Eu pelo menos gosto e sempre me surpreendo nas releituras. Quando leio o que escrevi, seja no blog ou no diário vejo o quanto amadureci e ás vezes o quanto fui egoísta e refletindo no que passou, aprendo um pouco mais sobe como lidar comigo mesma.

    Bjus
    Boa semana!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo. Mas se você for um desocupado e quiser esculhambar, por favor faça um favor a si mesmo e poupe seu tempo e o meu, ok?

Moderei os comentários, então o que você escreveu vai ser lido por mim antes de aparecer.