Amigos:

12 de mai de 2013

Mãe.



Nesse dia queria fugir dos clichês. Não, não que eu não goste de clichês. Mas é que queria conseguir ir além. Não quero dizer que minha mãe é a melhor mãe do mundo, pois todas são. Não quero reafirmar o quanto ela é especial, linda, bondosa, pois imagino que as mães de todos devem ser aos olhos dos filhos. E as mães de nossas mães também foram.


Todo mundo diz que só entende o que é ser mãe sendo uma. Eu, que mãe só sou de felinos, entendo de miados e lambidas. Na minha pequenez de filha, como compreender os desígnios divinos que guiam as atitudes maternas?

Não, não que minha mãe não tenha errado. Errou sim. Como eu errei. E a mãe dela também. Ainda assim é tudo divino, é simplesmente um lado escuro, uma face da Deusa que é a mãe. Que no universo de sua vida pairam sua cria.

Mas minha mãe redescobriu como ser mãe este ano. Pois se viu mãe de uma borderline. Não que ela não sabia que havia algo de diferente comigo, mas ninguém havia dado ainda o nome tão pomposo. E ser mãe de uma borderline significa tudo que uma mãe abomina para o filho. Ver o sofrimento de sua filha e não poder fazer nada. É ver a filha saindo do banheiro com o braço sangrando e não se abalar (visivelmente). É suportar crises de choro, álcool, pânicos de sair na rua. É aguentar 9 gatos em casa. É tirar empréstimo no banco pra segurar a barra, querer se mudar do apartamento. É sair de 11 da noite para comprar cigarro. É ver a filha sem comer e definhando sozinha no apartamento por conta de um cara. É sentar e aguardar a areia movediça que engole sua cria dar uma brecha, para que ela consiga movê-la, nem que seja um centímetro para cima. Mesmo escutando gritos, mesmo aguentando tudo. É ver a sombra da morte, é ver o querer da morte nos olhos de sua eterna criança e tentar expulsá-la com um abraço. Ou um chocolate. Ou purê de batatas.

Então, mãe. Hoje eu queria te dar de presente estar bem. Eu queria te dar o dia das mães onde você não fosse dormir se perguntando quando sua filha vai conseguir sua vida de volta e parar de sofrer. Não posso, pelo menos não agora, fazer isso. Porém posso te dizer, sinceramente. Você me deu a vida uma vez e, agora com certeza, deu-me novamente. Pois sem ti, certamente não estaria mais aqui. Obrigada.

Te amo.

Que a Grande Mãe, sua Virgem Maria, que são no final todas uma só, te proteja e te dê forças sempre.




9 comentários:

  1. Oi querida
    Que lindo texto! Emocionante! Quase chorei. Como mãe, tenho certeza de que se sua mãe fosse ler também adoraria, pois é isso mesmo que vc escreveu. E vc terá dias melhores. Acredite!
    Bjos. Um feliz dia das mães para sua mãe!
    #tamo junto sempre!

    ResponderExcluir
  2. Oi Eilan, me segurei pra não chorar enquanto escrevia meu post agora pouco, e daee vim ler o seu e não pude conter as lágrimas. Mães: o que seria de nós sem esse amor incondicional? Pelo visto, sua mãe é guerreira tal como a minha. Deus sabia que não conseguiríamos sem elas e por isso nos abençoou. Feliz Dia das Mães a sua mãe e fique bem.

    Bjus

    ResponderExcluir
  3. Muito forte isso, menina.
    Muito forte e lindo... E sincero. Você não tentou enganar sua mãe fingindo não ser o que é. Você tem se mostrado a ela e mesmo assim ela te ama. E por isso ela te ama ainda mais.
    Talvez você não tenha a dimensão exata de como toda essa situação é pra ela. Eu não tenho. Talvez só ela mesma saiba.

    Então é assim, você tem um motivo a mais pra seguir incansável na sua busca pelo "estar bem", é dar esse presente a ela, que é mãe até enquanto dorme.

    Abrace-a.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Fiquei emocionada a ler esta tua linda mensagem. De certeza que a tua mãe terá um orgulho enorme da filha que tem.
    Um abraço apertadinho e um grande beijinho

    ResponderExcluir
  5. Oi Eilian!
    Que belo texto....sua mãe foi uma verdadeira guerreira por ter sido forte e te ajudado nesse momento dificil que passou, por ter compreendido el utado para te ajudar a superar.
    Só não entendi uma coisa..sua crise afundou mais por causa de um cara? @_@
    ahsahs blz então..bom se vc der uma olhada nos outros cosplays de demais sessões verá cada trabalho realmente incrível!
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Sou mãe também de uma linda menina com esse problema ,entendi tudo pois é o que eu vivo.que deus nos proteja.

    ResponderExcluir
  7. Tbm sou mãe de uma borderline que tentou suicídio,e só descobri que ela era borderline depois que ela se jogou da janela do terceiro andar e ficou 15 dias só na UTI fraturou coluna e os dois calcâneo ainda está se recuperando,mas tenho fé que ela vai sair dessa pq estou do lado dela todos os dias

    ResponderExcluir
  8. Tbm sou mãe de uma borderline que tentou suicídio,e só descobri que ela era borderline depois que ela se jogou da janela do terceiro andar e ficou 15 dias só na UTI fraturou coluna e os dois calcâneo ainda está se recuperando,mas tenho fé que ela vai sair dessa pq estou do lado dela todos os dias

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Assim como sua mãe tb sou mãe uma adolescente border q já tentou suicídio...
    Não é fácil...cada dia uma novidade; uns melhores outros piores... mas, a certeza , uma só: nosso amor é incondicional e estamos junto com vcs nessa luta diária! Lindo seu depoimento! Fale sempre q puder isso q vc escreve pra sua mãe! Isso vai lhe dar mais garra e força para as lutas! Beijo grande, fiquem com Deus!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo. Mas se você for um desocupado e quiser esculhambar, por favor faça um favor a si mesmo e poupe seu tempo e o meu, ok?

Moderei os comentários, então o que você escreveu vai ser lido por mim antes de aparecer.