Amigos:

24 de mai de 2013

O que a Mídia Social Representa para os Transtornos de Personalidade.




A antiga frase - "é um mundo pequeno" - nunca foi tão verdadeira como hoje em dia. Mensagens de texto, email, Twitter, Facebook e até sistemas de GPS fazem com que seja quase impossível ser anônimo ou sozinho. No mundo dos transtornos de personalidade, esta entrada constante de informações e a expectativa de troca de informações com outros pode ter o potencial de causar estragos em sintomas já quase impossíveis de se conviver.
Em um estudo lançado pela organização sem fim lucrativos Anxiety UK, mais de metade das pessoas que usam mídias sociais como Facebook ou Twitter disseram que estes sites mudaram suas vidas - mas não pra melhor. Quase a metade afirmou que se sentiam "preocupados ou desconfortáveis quando se encontravam sem acesso a estes sites, enquanto 2 terços dos que responderam ao estudo disseram que "sentiam a necessidade de desligar" seus computadores e celulares para realmente conseguir uma pausa de tecnologia.

Alimentando os sintomas dos transtornos de personalidade

Estes fóruns constantes para auto-expressão podem estar servindo de isca ou até mesmo alimentando, os sintomas de personalidade, como o Transtorno de Personalidade Narcisista* e o Transtorno de Personalidade Borderline.

Na verdade, Randi Kreger, co-autor de livros como Stop Walking on Eggshells, conhecido por trazer internacionalmente para o primeiro plano as preocupações daqueles que lidam com o transtornos de personalidade borderline e o transtorno de personalidade narcisitas, pontuou recentemente em um estudo publicado no periódico Personality and Individual Differences que encontrou uma ligação direta entre o número de amigos que alguém tenha no Facebook e o grau em que cada um é um "narcisista perturbador".

“A pesquisa vem no meio de evidências crescentes que o Facebook e outras mídias sociais estão criando uma geração de "jovens narcisistas", escreve Kreger.

Kreger nota que no estudo os pesquisadores não foram claros se o Facebook estava alimentando ou criando tendências narcisistas, ou um pouco de cada. Isso se dá por causa da necessidade crescente que as pessoas tem tido de mostrar cada aspecto das suas vidas online, sejam bons ou ruins.

Os estudos também mostraram que as mídias sociais podem resultar em sentimentos de depressão e ansiedade. Pode ser difícil para algumas pessoas assistirem a vida de seus amigos online evoluir com eventos como casamentos, filhos, e festas, eventos os quais eles não estão experienciando. As pessoas podem sentir-se ansiosas para ganharem mais seguidores, ou conseguir respostas para seus posts. Isso pode alimentar os sintomas de certos transtornos de personalidade ao invés de ajudar indivíduos a se sentirem mais conectados.

Foruns de Suporte

Por outro lado, os sites de networking social como Facebook e Twitter são inegavelmente eficazes em espalhar a informação e encontrar comunidades de pessoas lidando com os mesmos problemas. Facebook, por exemplo, possui diversas comunidades estabelecidas para aqueles com o Transtorno de Personalidade Borderline discutirem sobre sua luta diária e trocarem informações uns com os outros do que os ajudou a lidar com os sintomas e o que não.

Estes fóruns podem ser inestimáveis enquanto ferramenta para ser ouvido e compreendido por outras pessoas que estão experenciando os mesmos sintomas que você. O anonimato pode até mesmo permitir que alguém se abra sobre seus sintomas ou fazer perguntas que se está muito nersoso ou envergonhado para perguntar.

O perigo está na segurança de se esconder atrás de uma tela de computador enquanto procurando ajuda para transtornos de personalidade como Borderline, fobia social e Transtorno de Personalidade Narcisista. Os conselhos que se consegue online pode não ser sempre precisos e é vital lembrar-se da importância de se procurar um tratamento profissional se você acredita que tem um transtorno de personalidade.
(tradução livre de artigo do site Borderline Personality Treatment)

* A característica essencial do Transtorno da Personalidade Narcisista é um padrão invasivo de grandiosidade, necessidade de admiração e falta de empatia, que começa no início da idade adulta e está presente em uma variedade de contextos.


3 comentários:

  1. Nunca estamos livres de perigo, nunca se sabe qual a intenção do desconhecido, sabemos sim, que corremos riscos necessários, não estamos nem podemos estar desligados do mundo.

    ag

    ResponderExcluir
  2. Perfeito! Super interessante este post amiga, dá vontade de ajudar mais pessoas (e bichos). Mas o lado ruim sempre tem, e cada vez vai ficar pior... "um dia todos serão famosos e onde todos são iguais destacam-se os diferentes, sendo assim as pessoas buscarão seus 15 minutos de anonimato." (autor desconhecido)

    ResponderExcluir
  3. Olá Eilan!
    Essa série do Teatro dos Contos de Fadas é pouco conhecida, masd foi exibida na Tv Cultura na década de 90....lembro que não perdia nenhum capitulo rs. Não faz muito tempo consegui a série em dvd, baixando mesmo..mas acho que os capítulos estão disponíveis no Youtube.
    Sobre seu caso..nossa jamais imaginei que alguém poderia ficar nesse estado por conta de um cara ou uma paixão...eu sou o tipo de pessoa que se recusa a gostar demasiado de alguém rs.
    Mas espero que agora vc tenha superado tudo isso e bola pra frente!
    Sobre o texto, achei super interessante sua abordagem. De fato as redes sociais mais prejudicam do que auxiliam as pessoas que possuem algum problema psicológico, dependendo do caso. Hoje mesmo vi uma guria esquizofrência (ela colocou o depoimento numa page aberta de cosplay) desabafando isso e aquilo, porque os pais arrancaram os hobbys dela e a internaram durante 1 semana numa clínica...o gozado é que ela procurava desesperadamente pessoas que concordassem com o lado dela (o lado errado) e quando a maioria das pessoas debatia lhe falando a verdade para ajudar, ela se negava a aceitar.
    É complicado, eu acho que em certos casos as redes sociais podem ajudar e em outros podem prejudicar. No caso dela se o post não fosse apagado todo mundo chegaria á conclusão de que ela deveria ser internada.
    Sem falar que as pessoas com problemas podem acabar se tornando mais vitimas ainda..seja na mão de pessoas que tentam ajudar lhes mostrando a verdade (que elas se recusam e podem fazer besteira) ou em casos de pessoas de má que se aproveitam da fragilidade das mesmas.
    É sempre importante ficar atento.
    bjs

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo. Mas se você for um desocupado e quiser esculhambar, por favor faça um favor a si mesmo e poupe seu tempo e o meu, ok?

Moderei os comentários, então o que você escreveu vai ser lido por mim antes de aparecer.