Amigos:

26 de dez de 2013

Seja a mudança.





Solidariedade não faz bem apenas para quem recebe ajuda, mas também para quem a pratica. E isso, agora, está comprovado cientificamente: Um estudo realizado nos EUA por um neurocientista brasileiro revela que a boa ação (doar, ser voluntário ou visitar hospitais e instituições carentes) ativa uma região cerebral que proporciona uma sensação de prazer e bem-estar comparada aos atos de comer chocolate, ganhar dinheiro e fazer sexo! Além de ter a oportunidade de ajudar pessoas que precisam, praticar o altruísmo alivia tensões, reduz o estresse e pode até aumentar a espectativa de vida. Segundo o neurocientista Jorge Moll Neto, autor da pesquisa, "se os egoístas não tinham um bom motivo para fazer algo em prol dos outros, agora têm!" (fonte: Bolsa de Mulher

Neste ano que passou, eu fui do céu ao inferno. Conheci o fundo do poço, as desilusões. Fui apresentada à lâmina, aos amigos de ocasião. Entendi que muitas vezes somos interessantes nos sorrisos e que nossas dores se resumem à "mimimis".

Voltei. Venci, com a ajuda de muitos. Mas muito mais a minha ajuda. Porque que eu tenho que me bastar. E por que estou falando tudo isso? Pois esquecemos muitas vezes que para manter a roda girando, precisamos dar também, a fim de receber.

Eu tinha um trabalho com animais de rua. Resgato gatos. Ajudava financeiramente com o que podia, e as vezes com o que não podia. Organizei um bazar, comecei a construção de um gatil que foi parada pela minha queda vertiginosa para a escuridão. Conheço ainda muitos que o fazem, que se doam, saem no meio da noite para socorrer um animal ferido, fazem rifas e campanhas... São grãos de areia nesse mundo enorme de gente que não sabe o que veio fazer nesse planeta.

A gente reclama. Diz que não tem tempo. Se vale do borderline, da ansiedade, da depressão... De qualquer coisa. Mas continua reclamando que o mundo não é um lugar bom pra se viver, da pobreza, desigualdade, blablabla. Ok. E o que VOCÊ está fazendo para mudar isso?

Não consegue sair de casa? Eu também não conseguia, mas criei um blog que acabou por ajudar centenas de pessoas que não sabiam do TPB. Existem doações online, bazares online. Apadrinhe uma criança, um idoso, um cachorro, um gato... Tire um domingo pra visitar uma creche. Ou um sábado pra um mutirão de banho em um abrigo de animais. Doe as roupas que não usa mais, os brinquedos que seus filhos não brincam mais. Entregue cestas básicas, compre ração para animais de abrigos, as possibilidades são INFINITAS!

Eu tenho essa ferramenta linda que é o blog e a fanpage, que tem centenas de visitantes por dia. Faz parte de minha resolução para esse ano de 2014: voltarei a ser fiel a minha causa, que é a dos animais e agora à passar pra frente a informação e ajudar pessoas que, como eu, sofrem com o TPB. Podem se preparar: vou fazer a minha lojinha virtual vendendo canecas e camisas com temas de animais, vender rifas, apoiar campanhas... Com relação ao TPB, bem, meu objetivo é me organizar para postar mais, interagir mais. Quem sabe dar palestras. Quem sabe...?

Então pra você que tá me lendo agora eu dou esta sugestão: escolha sua causa, seja ela qual for. Você não imagina o prazer que é sentir que está fazendo algo para mudar o mundo.

2 comentários:

  1. querida realmente a mais felicidade em dar doque em receber,tudo que vc falou e fato.foi atravez do teu grupo que cheguei aonde estou,progredi bastante ao ponte de ter um grupo pers maes bord e bipolar.na questao de materia gostaria que faça materias ou videos que aborda a questao da maternidade bord,precisamos muito e eu sei que vc e muito capaz bjus

    ResponderExcluir
  2. Ao ler seu blog deparei comigo, como se as suas narrações fossem minha, meu espelho reproduzido em outro rosto. Estou estou a procura de tratamento pelo SUS, mas tenho quase todas as características narrada desse transtorno, vou ao Mada esporadicamente, mas depois do temido abandono, terei que volta, enfim ,,,

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo. Mas se você for um desocupado e quiser esculhambar, por favor faça um favor a si mesmo e poupe seu tempo e o meu, ok?

Moderei os comentários, então o que você escreveu vai ser lido por mim antes de aparecer.