Amigos:

4 de dez de 2013

Sobrevivendo às festas de final de ano.



Com as festas de final de ano se aproximando, você deve estar sob a influência de uma nova onda de ansiedade. Bem, você não está sozinho.

Na teoria, estas festas são cheias de paz, amor e alegria. Mas isso raramente funciona pra todo mundo, especialmente se você está lutando contra os sintomas do transtorno de personalidade borderline, como por exemplo o medo do abandono, raiva, ansiedade ou depressão e mudanças de humor. Eles podem fazer com que fique difícil pra você aproveitar este tempo passado com a família e amigos.

Aqui estão algumas coisas pra você lembrar para te ajudar a aproveitar esta época do ano um pouco mais, apesar dos seus sintomas:

Espere passar

Essas festas podem ser tensas para qualquer um, border ou não. Há um monte de expectativas de que as comemorações serão cheias de momentos mágicos. Isso é muita pressão!

Vamos ser honestos? Quando é que colocar uma família inteira dentro de uma casa dá 100% certo?

O importante é lembrar que as festas são temporárias. Muitas vezes quando as coisas não estão boas, parece que sempre foi assim e que vai ser sempre. Você esque d.os dias melhores, quando você não estava exposto àos gatilhos estressantes como essas "reuniões familiares"

Atenção Plena

Pratique a atenção plena para te ajudar a estar mais focado no momento presente ao invés de ansioso pelo que pode acontecer. Isso pode te ajudar a regular melhor suas emoções, relaxar e aproveitar esse tempo com a família e amigos.

Retribua

Como todo mundo diz, é melhor dar que receber. Um bom jeito de se sentir presente e abençoado e também de examinar as priori
dades é ser voluntário em alguma creche, orfanato ou intituições de caridade.m Ajudando os outros, você compreende não só seu próprio valor e a diferença que está fazendo na vida dos outros, tem a oportunidade de sair de si mesmo e imaginar a luta que outros estão passando. Ser capaz de se colocar no lugar dos outros é uma habilidade muito boa para se aprender. E melhora o espírito.


..................................

* O Ano-Novo seria meu aniversário de 6 anos de namoro com meu ex.
Sem mais.

2 comentários:

  1. Boa tarde Eilan.. que as festas passem e a alegria chegue de mansinho para ficar.. tuas abordagens aqui são sempre muito ricas e profundas.. tive experiencias assim nos meus 15 anos.. e hj posso dizer que nós que aceitamos esse tipo de influências.. se a gente não quer algo, nada nos acontece.. quando baixamos nossa guarda que as forças contrárias nos abraçam.. e não desgrudam mais.. positivismo para lutar com tanto negativismo. bjs

    ResponderExcluir
  2. Odeio Natal, Ano Novo e qualquer data que possa vir á reunir muitas pessoas. Não sei mais conversar, fazer a social, nem com os parentes. E pra mim não há nada pra se comemorar. É tão difícil, parece que as pessoas estão prontas pra invadir meu espaço a qualquer momento e eu nem sei como agir.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo. Mas se você for um desocupado e quiser esculhambar, por favor faça um favor a si mesmo e poupe seu tempo e o meu, ok?

Moderei os comentários, então o que você escreveu vai ser lido por mim antes de aparecer.