Amigos:

19 de dez de 2014

Sobre o “ser” borderline.




Amamos tanto que nos perdemos. Perdemos a nós mesmas pela ausência de uma identidade, por essa desregulação emocional que embaça o juízo. Eu estou reaprendendo a ser quem sou, pouco a pouco. As músicas que gosto, a roupa que visto – um dia blazer, outro tênis no pé – de acordo com meu humor.

Acho que amamos o amor – vício de apaixonar, pelo marido, pela mãe, pai, melhores amigos - vício de sentir muito. O pouco, o blasé, não satisfaz. Só por um período. Enjoa, meu cabelo enjoa, o corpo enjoa, o sentimento enjoa e a sensibilidade aflora.

Todavia tem jeito de tirar este óculos que nos faz enxergar com “olhos de caleidoscópio” (citando John Lennon) – a vida que vale a pena ser vivida é real. Não a normal, aquele “normal” que te fizeram crer ser o certo. O seu “normal”. Sensíveis, coloridos, apaixonantes, seremos sempre, com ou sem diagnóstico. Aliás, somos bem mais do que um. Ao ultrapassá-lo, aprendemos que ser borderline não nos define – ao nos dar conta de quem realmente somos. Ser borderline me ensinou a ser eu.

Por isso, lute. Vá a terapia, cuide de si, acredite mesmo sem acreditar, há luz, Ame-se. Descubra-se. Tente todos os dias, caia, levante, mas não desista. Não se humilhe, se baste. Nem que seja por hoje. Acredite que você é mais que um “ser” borderline e seja, simplesmente.





13 comentários:

  1. Não conte pra ninguém que eu realmente li "blazer" conforme a sua escrita... Abaphe the case. (Fiz morrer a professora de Inglês agora, eu sei).
    Seu texto sereno, seguro de si, ou pelo menos segura do que é nesse instante, sem se importar tanto em como vai ser amanhã. Esse dia de cada vez, esse "ame-se", é bom demais de ser ler.
    Que o seu dia termine bem, hoje, amanhã e sempre que houver uma brechinha de possibilidade.
    A propósito, a Nathy com quem a Ray teclava ontem, era a moça inspiradora da personagem? Que bacana!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo seu blog ! Ainda não li tudo mas gostei muito .Excelente trabalho ! Beijos e bom sábado!

    ResponderExcluir
  3. Olá , gostaria muito de saber se um borderlinne tem desvio de caráter ?

    ResponderExcluir
  4. Oi,bom só queria dizer que eu amei esse post e ele me fez muito bem.Hoje mesmo acordei me sentindo um nada(o que ja esta virando uma rotina)não gosto do jeito que eu sou ou do que sinto,ja estava a ponto de pegar minha lamina mas decidi ler algum blog sobre pessoas que possuem TPB e achei esse ,li quase todos os post e assim a vontade passou .Deixa-me explicar a minha situação,eu não sou diagnosticada como uma bordeline mas recentemente conheci um e descobri por meio dessa pessoa que eu tenho os sintomas e com isso eu fui pesquisar para saber mais e fui cada vez mais fundo e realmente vi que tinha os sintomas.Todos.Não fui a nenhum profissional ainda por isso não tenho certeza,Enfim,só queria parabeniza-la pelo post e agradecer por me ajudar a não abrir mais alguns cortes.Então é isso.

    ResponderExcluir
  5. Como ajudar uma amiga em crise q se mutila freqüentemente? Agradeço a atenção!!!

    ResponderExcluir
  6. Difícil lidar com as indecisões de uma vida... É um doce amargo de sensações.

    ResponderExcluir
  7. sempre me senti uma peça fora do jogo na vida ...parecia que não encaixava em nada ...sempre fui extremamente sensível ...para minha família eu era uma pessoa difícil de se lidar ...briguenta ...ciumenta ...tenho pavor de ser sozinha ..e só agora depois aos 45 anos descobri que sou borderlaine ...devido a uma tentativa de suicidio ...sempre me mutilei ....mas era taxada como louca pelos familiares ...ao descobrir seu blog ...aliás foi uma amiga que me recomendou e também assistir alguns de vídeos ...vi que não estou só ...obrigada por nos ajudar entender melhor nosso transtorno ...tenho um blog onde escrevo histórias vividas por mim ...se vc puder acessa-lo e me adar ajudar melhora-lo ....ficarei muito feliz ...um grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nunca é tarde pra ser feliz !!!! Muito bom se descobrir e se adaptar a isto da melhor forma possivel.....

      Excluir
    2. Cara que legal , ou nem tanto Kkkk bom eu vou ler seu blog ! Eu n tenho mas meu namorado tem , e sou esquizofrénica então imagina kkk

      Excluir
  8. Olá! Criei um grupo no whatsapp para desabafos entre pessoas com borderline, depressão, automutilação, entre outros. Quem quiser participar manda mensagem para 11 962054213

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu posso me ajuntar tbm ? Eu n sofro disso mas meu namorado sim e queria saber como posso li dar com isso a melhor forma . desde já agradeço

      Excluir
  9. Bianca, você poderia me adicionar no grupo, não sofro de transtornos, porém minha namorada e borderline, e gostaria de saber através de vocês o que posso fazer para ajudar, pois já,estou sem forças, é muito difícil, já que ela ne deixou mais uma vez.
    Meu número e : 91981003936

    ResponderExcluir
  10. Eu não me amo há muito tempo, essa não sou eu, me odeio por ser péssima esposa, péssima mãe, afastei TDs os meus amigos, a única coisa que gosto de fazer é dormir e a culpa de não ser boa mãe me consome. Queria morrer.essa vida é um inferno.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem-vindo. Mas se você for um desocupado e quiser esculhambar, por favor faça um favor a si mesmo e poupe seu tempo e o meu, ok?

Moderei os comentários, então o que você escreveu vai ser lido por mim antes de aparecer.